Dividir para conquistar
Matricule-se e veja os vídeos!
Nosso curso de Motivacional tem 19 aulas e 309 alunos matriculados.

Novidades do curso

Para conseguir tocar violão precisamos adquirir algumas habilidades. A mão direita precisa fazer o ritmo enquanto a mão esquerda faz os acordes, como se não bastasse ainda precisamos cantar, tudo isso coordenado com o movimento da vista, que hora vai para o braço do violão para conferir o acorde e hora vai para a cifra para saber qual é o próximo acorde. Se a música estiver decorada tiramos a preocupação com a cifra, mas incluímos o esforço mental de lembrar o próximo acorde, que também pode interferir nas outras funções.

É um esforço equivalente ao exigido quando vamos aprender a dirigir. Temos que acelerar ao mesmo tempo em que soltamos a embreagem, mover o volante e mudar as marchas. Realmente bem complexo.

O que o aluno precisa entender é que é possível trabalhar cada uma dessas habilidades separadamente. Quando uma delas está firme não precisamos mais nos preocupar tanto e sobra “espaço” para darmos atenção às outras.O ritmo é o mais importante, ele deve ser firme, e não pode parar em hipótese alguma.

É muito comum o aluno parar o ritmo para poder trocar o acordes, isso acontece com todos os iniciantes. É um reflexo que temos. Só começamos uma tarefa quando a outra está concluída, ou seja, só liberamos o movimento da mão direita quando a esquerda completar todo o acorde. Nesse meio tempo o ritmo para e a música trava.

Para coordenar as duas coisas o primeiro passo é treinar apenas o ritmo, e por muito tempo. Não é apenas entender os movimentos da mão, fazer umas 10 vezes e tentar tocar a música, o ideal é passar alguns dias tocando só o ritmo, sem fazer acorde nenhum. Com esse treino a mão direita vai começar a fazer o movimento de forma natural e automática, facilitando os próximos passos.

Em nosso curso uma das formas de fazer esse treino é tocar junto com minha aula, acompanhando minha mão direita, mas sem fazer acorde nenhum, só fazer o ritmo junto comigo durante a música toda. Já vai ser uma grande vitória.
Depois desse treino separado para a mão direita podemos fazer um para a mão esquerda, colocando os dedos na posição de um acorde que será utilizado na música e depois mudando para outro, isso sem tocar nada com a mão direita. Esse treino é excelente.

Depois de praticar bastante separadamente o aluno já pode tentar tocar o ritmo e fazer a troca de acordes, é importante que a mão direita continue tocando mesmo quando a esquerda ainda não tiver terminado a troca. Temos exercícios no nosso nível zero que vão ajudar nisso, esse é o link: http://www.allansales.com.br/como-trocar-de-acordes-rapidamente/

A outra grande dificuldade é coordenar a voz com o ritmo, para isso é melhor treinar sem fazer acordes, até ter muita segurança. Tocar só o ritmo e cantar a música inteira ajuda muito. Tocar e cantar junto com as aulas do curso também é ótimo. O que não é bom é chegar tentando fazer tudo (ritmo, acordes e voz), isso vai gerar uma tensão grande e uma possível frustração.

É preciso que o aluno aprenda a identificar suas dificuldades e separá-las, para que seja possível criar um treino específico para corrigi-las.Temos exercícios que auxiliam na coordenação entre voz e ritmo, o primeiro deles está nesse link: http://www.allansales.com.br/ritmo-valsa/

Separar para conquistar é a frase dessa postagem, e posso garantir que funciona muito bem. Para você que assina nosso curso online, pense em novas formas de utilizar nossos vídeos. Se você tem dificuldade com afinação, apenas cante junto comigo. Se você está com dificuldade em cantar e tocar simultaneamente, toque o ritmo junto comigo e cante, sem fazer acorde nenhum, até o ritmo se encaixar perfeitamente com a voz.

A ansiedade atrapalha nessas horas, e alguns alunos acabam tentando fazer tudo ao mesmo tempo logo após uma pequena olhada no vídeo da aula, ou então fazem o exercício poucas vezes e já partem para a música. É preciso ter calma, se acostumar com o ritmo, aprender a melodia da música e estar firme com os acordes. Dessa forma o aprendizado fluirá melhor.

Mesmo que os treinos preliminares demorem muito, a firmeza adquirida no ritmo e nos acordes vai garantir uma evolução bem mais rápida nas aulas posteriores.

Bons treinos!
Allan Sales