Intervalos compostos
Matricule-se e veja os vídeos!
Nosso curso de Harmonia tem 37 aulas e 335 alunos matriculados.

Novidades do curso

Os intervalos compostos são aqueles que passam do limite de uma oitava, ou seja, quando repetimos a mesma nota só que em uma região mais aguda.

Se temos um intervalo entre uma nota DÓ e uma nota RÉ classificaremos como 2ª MAIOR, mas nesse caso estamos levando em consideração que a distância entre as duas notas é de 1 TOM, como demonstrado abaixo:

DÓ - (1 TOM) - RÉ

Mas se esse RÉ estiver bem mais distante teremos que mudar a classificação, como no exemplo abaixo:

DÓ - (ré - mi - fá - sol - lá - si - dó) - RÉ

No caso acima o intervalo não é mais de 2ª MAIOR, mas sim de 9ª MAIOR.
Todos os intervalos que passam de 8ª são classificados como COMPOSTOS, e os que estão dentro de uma 8ª são classificados como SIMPLES.

À partir daqui teremos que utilizar a escrita musical em pauta para poder dar os exemplos, pois escrever o nome da nota já não é suficiente para comunicar sua altura. Por exemplo DÓ - RÉ pode ser uma segunda ou uma nona, temos que ter as notas escritas na pauta para poder visualizar, como fizemos no exemplo abaixo:



Nessa primeira pauta temos um intervalo de 2ª MAIOR, com 1 TOM de distância entre as notas DÓ e RÉ.



Agora temos um intervalo de 9ª MAIOR, com a nota RÉ sendo tocada uma oitava acima em relação ao primeiro exemplo.
Quando usamos o termo "uma oitava acima" quer dizer que utilizamos a mesma nota só que mais aguda, depois de passar por todas as outras notas, por exemplo RÉ (mi - fá - sol - lá - si - dó) RÉ. Nesse caso o segundo RÉ está uma oitava acima em relação ao primeiro RÉ.

Se você ainda não está familiarizado com a escrita em pautas musicais faça nosso curso de teoria, cuja primeira aula é essa: http://www.allansales.com.br/notas-musicais/

Podemos organizar os intervalos compostos da seguinte forma:

1ª corresponde à 8ª
2ª corresponde à 9ª
3ª corresponde à 10ª
4ª corresponde à 11ª
5ª corresponde à 12ª
6ª corresponde à 13ª
7ª corresponde à 14ª

Para a classificação dos intervalos compostos utilizamos as mesmas regras dos intervalos simples. O ideal é fazer todo o cálculo pensando no intervalo simples e depois utilizar o resultado no composto, por exemplo.



Nesse exemplo temos uma nota MI e uma nota FÁ. Podemos pensar no intervalo simples entre MI e FÁ, que é uma 2ª menor (com 1/2 TOM de distância). Se o intervalo simples seria uma 2ª menor podemos afirmar que o composto é uma 9ª menor, assim não precisaremos calcular a distância real entre as duas notas, que é bem maior nos intervalos compostos.

Na prática musical os intervalos compostos mais utilizados são: 9ª, 11ª e 13ª.
Por isso vamos exercitar principalmente esses casos.

Exercício



Classifique os intervalos compostos abaixo de acordo com o exemplo do primeiro compasso:




Resposta