Yamaha CG 122 MS
Matricule-se e veja os vídeos!
Nosso curso de Qual violão comprar? tem 20 aulas e 1 alunos matriculados.

Novidades do curso


                                                                                     Escrito por Weslley Fernandes:

Yamaha CG 122 MS

Suas especificações são:

Laterais e fundo: Solid Engelmann Spruce
Tampo: Natowood
Braço: Natowood
Escala: Rosewood (Jacarandá)
Trastes: 19
Cores: Naturais
Tarraxas: Cromadas com madrepérola
Cordas: Nylon
Largura da pestana: 52mm

Os instrumentos da grande fábrica japonesa Yamaha quase dispensam apresentações. Marca renomada que produz de jet-skis a pianos, a Yamaha traz produtos que desde o modelo mais básico tem perceptível diferença ante os demais da concorrência. Seus violões mais simples se situam na faixa intermediária de preço. O modelo apresentado nesta análise, o CG 122 MS, é um instrumento muito bem acabado, sendo de fabricação chinesa. Sua série é a CG, que conta com vários modelos além do 122 MS. É um violão de acabamento fosco - ou Finish Matte, como apresenta o site da marca - que é para muitos um grande atrativo. Além da questão visual e estética, tal acabamento causa um leve benefício em termos de sonoridade para o instrumento, pois os acabamentos brilhosos feitos com verniz causam um leve encharcamento da madeira, o que diminui um pouco a sonoridade.

O mesmo modelo é apresentado em duas versões diferentes (com madeiras diferentes para o tampo), são elas Cedar (Cedro) de coloração um pouco mais para o laranja/avermelhado e o Spruce (Pinho) de cor mais clara, amarelada. Os violões com tampo em Cedro tem a sonoridade mais encorpada, com notas um pouco menos definidas, tendo uma vocação maior para acompanhamentos. Os violões com tampo em Pinho tem um som mais “pontudo”, com notas bem definidas, menos encorpado, tendo uma vocação maior para solos.

Ao tocar o violão notei as cordas um pouco duras e altas, devido principalmente à altura do rastilho e nut (pestana ou capotraste). Vale salientar que vários instrumentos, mesmo alguns de luthier, vem com tal regulagem propositalmente para que o músico, ao comprá-los, possa levar para regular e deixar da maneira que lhe seja mais confortável.

Foi possível notar que o violão tem uma bela projeção e soa firme, com definição. A afinação merece também destaque, pois se manteve com grande precisão enquanto o teste se realizava. O exemplar tinha tarraxas cromadas com belos ornamentos na parte de metal e pegadores em madrepérola. O violão não apresentou trastejamentos(1). Nas laterais da escala há bolinhas brancas como marcação. O braço estava confortável de pressionar, mesmo com as cordas estando como dito acima.

É possível dizer então que o modelo CG 122 MS da Yamaha é uma excelente opção para quem já se encontra em um nível um pouco mais avançado e em busca de um violão num preço intermediário ou ainda para aquele planeja investir em um instrumento com um pouco mais de qualidade para iniciar os estudos.

Legenda:

(1) - Dizemos que uma corda está trastejando quando ela encosta no traste e faz um barulho metálico e tremido, prejudicando a sonoridade. Violões com ação muito baixa são mais fáceis de tocar mas tem maior possibilidade de trastejamento.