Subdominante
Em nosso curso de Harmonia já explicamos as funções do acorde de Tônica (repouso) e do acorde Dominante (movimento) e hoje vamos incluir um elemento muito importante na dinâmica musical, o acorde Subdominante.

O acorde subdominante é formado sobre o 4º grau da escala. Se tomarmos como exemplo a tonalidadede de Dó Maior, teremos o acorde de Fá Maior como subdominante.

A descrição da função subdominante é um pouco abstrata, sendo descrita como "Afastamento". As sensações auditivas das funções anteriores eram mais claras, pois o "Repouso" e o "Movimento" são descrições mais objetivas do que "Afastamento".

Podemos interpretar esse afastamento de duas formas. Utilizando o acorde subdominante como um distanciamento da tonalidade e tomando para si, por um pequeno momento, o papel principal da harmonia. A segunda interpretação pode ser como um afastamento para "pegar embalo" para um retorno mais contundente à tonalidade. Nesse caso temos a progressão IV (subdominante) - V (dominante) - I (tônica), como uma representação ideal dessa interpretação. Ao invés de utilizarmos apenas a dominante na preparação, nós nos afastamos (pegamos um impulso) e partimos da subdominante, passamos pela dominante e chegamos à fundamental. Esse caminho gera um movimento muito interessante e é a progressão básica que rege toda a música ocidental desde o início da utilização do sistema tonal.

Matricule-se e veja todos os cursos!
Ao fezer sua assinatura você terá acesso a todos os nossos cursos.